Film, mostre ecc.

On-line os arquivos arqueológicos israelenses


 Terrasanta.net |  25 gennaio 2013

Duas fotos de Jerusalém durante os trabalhos de reconstrução da Cúpula da Basílica do Santo Sepulcro em 1868. (foto arquivo Iaa)

Os arquivos arqueológicos israelenses estão na Internet e serão colocados a disposição do público ainda este mês.
A decisão foi comunicada no dia 16 de janeiro pela Autoridade israelense para antiguidade (Iaa).


(Milão/e.p) - Os arquivos arqueológicos israelenses estão na Internet e serão colocados a disposição do público ainda este mês. A decisão foi comunicada no dia 16 de janeiro pela Autoridade israelense para antiguidade (Iaa).

Milhares de documentos relacionados com as descobertas arqueológicas em Israel/Palestina nos últimos 100 anos poderão ser consultados.

A Iaa utilizou scanners especiais para salvaguardar os mapas, cartas, projetos de arquitetos e engenheiros, e outros documentos conservados em Jerusalém e Acri dos períodos precedentes ao Mandato britânico (1919-1948).

Os visitantes poderão consultar, por exemplo, os projetos da Basílica do Santo Sepulcro depois do terremoto de 1927, mapas do serviço de espionagem britânico da Primeira guerra mundial e projetos de 1870 dos edifícios sobre o Monte de Templo (a Esplanada das Mesquitas).

Segundo o jornal The Jersalém Post falta somente a correção de alguns pontos do site web, até hoje pouco acessível- os materiais conservados no Museu Rockefeller, estarão a disposição do grande público. O museu, situado perto da Porta Nova, próximo a muralha de Jerusalém Velha, foi sede da Autoridade para os bens arqueológicos do mandato Britânico, antes de se tornar sede homologa de Israel.

O Jerusalém Post acrescentou que muitos materiais conservados nos arquivos corriam risco de deterioração irreparável porque desenhados em papel de arroz. Grande parte do material é em inglês, também as páginas do site são em língua inglesa e oferece em hebraico somente explicações gerais.

“A autoridade para a antiguidade decidiu transferir os arquivos em plataforma digital para divulgar as informações em todo o muno”, disse Uzi Dahari, vice-diretor da organização israelense, que depois de ter herdado a competência do departamento arqueológico criado em 1920 pelas autoridades inglesas foi instituído formalmente em 1990.

Grande parte dos mapas colocados agora a disposição também do público são de 1919 – 1948. É possível consultá-los no endereço www.iaa-archives.org.il

 

La farmacia della Custodia, un patrimonio antico

Riforniva gli abitanti di Gerusalemme e divenne punto di riferimento per la cura della popolazione. Creata dai frati francescani nel Trecento, era la farmacia della Custodia di Terra Santa. 

Dalla Val di Fassa a Betlemme, è Natale a teatro

Il 21 settembre scorso gli studenti della Scuola ladina di Fassa (in provincia di Trento) hanno rappresentato a Betlemme lo spettacolo Il primo Natale. Con loro in scena anche studenti palestinesi.

A due film israeliani il premio del pubblico della Berlinale 2016

Il cinema israeliano si congeda dalla 66.ma edizione del Festival internazionale del cinemadi Berlino, che si è appena conclusa, con due prestigiosi riconoscimenti, ottenuti entrambi nella sezione Panorama.

Il prezzo del Ritorno

Amos Elon abbandonò in maniera definitiva Israele nel 2004 e fece promettere che la sua famiglia non vi avrebbe mai fatto ritorno. Ma dopo la sua morte, la figlia regista Danae decise di infrangere la promessa...

La guerra vista da dentro

Premiato al festival di Cannes 2018, il documentario La strada dei Samouni racconta la vita a Gaza dei sopravvissuti a una strage del 2009. Con un mix di tecniche narrative trasmette un forte messaggio contro la guerra.

Nasser e oltre, i copti nella politica egiziana

L'opera di una ricercatrice italiana indaga il rapporto tra la comunità dei cristiani copti e il potere centrale in Egitto ai tempi del panarabismo nazionalista (e non solo). Gettando luce sui giorni nostri.

Il monastero di San Teodosio

Nel Wadi Nar, non lontano da Betlemme, si trova il luogo che fa memoria di una fulgida figura del monachesimo.

In Terra Santa coi francescani

Recarsi in Terra Santa è toccare con mano i luoghi in cui il Verbo di Dio è entrato nell'esperienza umana in Gesù di Nazaret. I frati minori della Custodia promuovono i pellegrinaggi con l'apposito Ufficio di Roma.