Atualidade

Leah Di Segni decifra o anel esquecido


 Terrasanta.net |  12 de Dezembro de 2018

Professora Leah Di Segni durante uma conferência da Academia Israelita de Ciências e Letras.

A ilustre epigrafista, ex-professora da Universidade Hebraica de Jerusalém, fala, fornecendo a hipótese para a leitura da descoberta relacionada a Pôncio Pilatos.


(f.p.) - O anel havia sido esquecido. Entre os muitos objetos encontrados no Herodion, a fortaleza de Herodes, o Grande, perto de Belém, o pequeno anel de cobre não despertou interesse por um longo tempo até o recente exame científico conduzido com instrumentos de alta tecnologia pela Autoridade Israelense de Arqueologia. Abriu-se, então, a possibilidade de decifrá-lo.

“A história deste objeto é curiosa, mesmo que não seja muito extraordinária para a minha vida como epigrafista - diz a professora Leah Di Segni, entrevistada por Terrasanta.net sobre sua contribuição para o estudo do anel -. Uma colega do Instituto de Arqueologia e outra estudiosa estavam cuidando desse anel, há muito esquecido entre os materiais menos importantes da fortaleza. Depois de limpos e fotografados, ampliaram as fotos para estudar a ânfora que aparece no cenário e tiveram a impressão de que algo estava escrito perto dela”.

Como sempre acontece quando, de uma escavação feita em Israel, surge qualquer escrito em grego, Leah Di Segni foi interpelada enquanto a maior especialista em epigrafia grega. "Neste caso, o pedido foi feito com alguma hesitação - continua a professora - porque eles não tinham certeza se realmente havia algo escrito: o cenário é muito pequeno, apenas 8 x 9 mm. Não foi fácil identificar letras minúsculas e um pouco deformadas de um lado. Tentei me convencer de que não estava escrito "Pilatos" - ΠΙΛΑΤΟ (Υ) - por outro lado, o nome é conhecido apenas em relação a Pôncio Pilatos. Mas isso é apenas o que diz: "Pertencer a Pilatos" O anel é um selo em sim, é um objeto de pouco valor e não acho que um prefeito teria se dignado a usá-lo. No entanto, poderia ter pertencido a seu secretário ou funcionário encarregado de marcar algo com o nome do governador: Não documentos importantes, mas talvez assuntos pessoais. A camada onde o anel foi encontrado contém material que confirma o período, o início do período romano. ".

Leah Di Segni comunicou então os resultados da descoberta ao Israel Exploration Journal, cuja publicação semestral teve várias antecipações na capa israelense. Ela acrescenta que ΠΙΛΑΤΟ também pode significar Πιλάτῳ, «por Pilatos», se as vogais curtas e longas forem trocadas. Neste caso, poderia ser um produtor que marcava algum produto especialmente destinado a Pilatos, por exemplo, ânforas de vinho, se a ânfora representada no anel do anel tiver um significado. "Mas nunca teremos uma resposta certa", concluiu ela.

Não é o primeiro caso de uma inscrição que leva a estudiosa israelense a entrar em contato com o Evangelho: a partir do estudo (publicado em 2013) de uma moldura circular de bronze, ela fez uma série de considerações sobre a datação do censo de Quirino mencionado no Evangelho de Lucas e, conseqüentemente, sobre as questões cronológicas relativas à vida de Jesus.

Um prêmio franciscano ao rei Abdallah da Jordânia

No dia 29 de março, os Frades Menores Conventuais de Assis entregarão a Lâmpada de São Francisco ao soberano hashemita, em reconhecimento à sua ação pela paz e pela harmonia.

No Egito para recordar o encontro de Francisco e o Sultão

«Há oito séculos, Francisco, como observou o Papa, continua sendo uma profecia para  a humanidade». Em Damieta a abertura das comemorações do 8.º centenário.

No Egito, 800 anos depois, no sentido da fraternidade

A carta do Papa Francisco e a visita aos católicos egípcios do seu enviado especial, o Cardeal Sandri, abrem as celebrações em memória do encontro entre São Francisco e o Sultão.

Uma antiga cisterna em Jerusalém, recurso para o turismo?

Uma grande bacia da era bizantina, no subsolo de Jerusalém, poderá em breve se tornar um local aberto a turistas interessados ​​em arqueologia. As autoridades competentes divergem.